Mostrar Mensagens

Esta secção permite-lhe ver todas as mensagens colocadas por este membro. De realçar que apenas pode ver as mensagens colocadas em zonas em que você tem acesso.


Tópicos - Caelestinum

Páginas: [1]
1
Caminho realizado / Caminho Central Português - Lisboa a Santiago
« em: Outubro 30, 2012, 00:29:38 »
 Boa noite a todos,
Pretendo partilhar aqui a última peregrinação a Santiago de Compostela que fiz de bicicleta juntamente com 2 grandes amigos de longa data a partir da Igreja da Sé em Lisboa.



A ideia surgiu da vontade remanescente que fica sempre que fazemos o Camino. Todos vós já sentis ou sentiram o mesmo, e até hoje penso que ninguém consegue dar uma explicação para esse sentimento, e talvez apenas sentir com alegria sem ter que haver um “porquê”, é a fonte da motivação para voltarmos ao Camino.
Como alguns de vós deve recordar, no início do ano (no Carnaval mais exactamente) rumei a Santiago num grupo de 9 amigos excelentes em que 5 estavam a ver o Caminho Central Português pela primeira vez. A vontade de ir mais além ficou, e assim 3 de nós resolvemos planear uma ida mas desta vez colocando o desafio um pouco mais alto. Resolvemos fazer o Caminho Medieval Português de Lisboa a Santiago de Compostela. Foram cerca de 625 kms de muita vontade, sacrifícios e superações. Também foram muitos kms de passagens fantásticas por um Portugal que ficamos a conhecer melhor, e que é lindo, muito lindo!


da esquerda para a direita (Nascimento, Celestino, Cardoso)
Fizemos esta demanda em 6 dias e 1 manhã. Nossas vidas não nos permitiram ter uma janela temporal maior e ajustada para que possamos combinar estarmos todos juntos, mesmo sendo apenas 3 elementos. Mas completamos a demanda e isso foi importante para todos nós. Para além de termos agora o Track de GPS para quem quiser vir a fazer o Caminho desde Lisboa.
Não tirei muitas fotos, talvez por estar alerta pelo Caminho que não conhecia e por já conhecer bem o Caminho a partir do Porto. Mas tenho filmes que me vão levar algum tempo a compilar. As fotos que tenho partilharei aqui convosco ao longo deste Report.

Nossas etapas:
1 – Lisboa (Igreja da Sé) –> Santarém [91 kms];
2 – Santarém -> Alvaiázere [93,3 kms];
3 – Alvaiázere -> Mealhada [92,5 kms];
4 – Mealhada -> Porto [103,5 kms] (é bom ficar em casa!!!);
5 – Porto -> Valença [125 kms];
6 – Valença -> Teo [106 kms];
7 – Teo – Santiago de Compostela! [14 kms]
 Levamos para nossa orientação Guia que está neste post: Guia do Caminho Central Português Digo-vos, é muito bom e deu 1 jeito tremendo em sítios e localidades em que as setas não estão bem visíveis ou colocadas. Logo no início por exemplo, ainda em Lisboa, onde deveriam estar setas, em muitos casos estas existiam, mas tinham cartazes e panfletos colados por cima que as escondiam. Seria um desafio interessante para os nossos amigos de Lisboa fazerem esta parte do Caminho em Lisboa e avivar as marcações para que os peregrinos não tenham de estar sempre a olhar para a descrição dos guias, e desfrutarem mais da passagem pela nossa Capital.
Como somos do norte, viajamos de comboio até Santarém para deixarmos as coisas (maior carga) lá e fomos de comboio até Lisboa que assim folgamos bem a carga no primeiro dia. Como sabem para podermos em Portugal viajar com as bikes temos de andar naqueles comboios que param em todos os apeadeiros e fazer isso no primeiro dia para começar a pedalar é impossível vindo do Porto, ou teríamos de pedalar sem ter dormido! Assim, chegamos a Lisboa em Santa Apolónia cedinho e pedalamos até a Igreja da Sé, e aqui começamos nossa jornada. Vestidos a rigor, ainda com o Jersey de Rumo a Santiago mas do Caminho Francês, todos de igual como se se tratasse de uma equipa de ciclistas não conseguíamos evitar o olhar curioso das pessoas.
Quando chegamos a Igreja da Sé e pedimos que nos fossem carimbadas nossas Credênciais pois estávamos a caminho de Santiago o sacristão não conseguiu conter um “Xisssa!”. Pelo que nos pudemos aperceber, já existem alguns peregrinos que se lançam nesta aventura a partir de Lisboa, mas ainda não são assim tantos que tornem o facto usual ou tão frequente como na Sé Catedral do Porto. E olhem que o Caminho de Lisboa ao Porto tem passagens fantásticas.


Este primeiro dia de viagem foi bastante maçador, já que a altimetria não era severa, aliás muito pelo contrário. As passagens ao longo do Tejo tem sítios muito bonitos mas a planicidade e regularidade são a característica a registar. Para quem vai de bike, há que preparar-se para uma boa dose de castigo ao “rabo”… muitas vezes desejamos ter subidas (ou descidas) para podermos descansar o rabiosque mas o horizonte não nos dava outra coisa senão mais do mesmo!... :-S


A passagem pelas margens do rio Trancão estava com lama, mas a zona é fantástica e deu para divertir-mo-nos bem… e houve até alguém a ficar com os pés fresquinhos… kkkkkk…
O troço que passa pela Azambuja foi mesmo crítico, já tem muito alcatrão, com muitos camiões e por ser quase sempre plano a somar ao castigo do rabo somos tentados a dar giz, e parece que não mas o cansaço vem rápido pela desidratação e falta de comer. Temos de ter a cabeça no sítio e obrigar-nos a parar para não fazer asneiras. Se desidratássemos ou ficássemos com fome… “Gameover!” e todo o esforço para ganhar tempo e kms seria em vão para poder recuperar.


Pelo gráfico altimétrico podem ver que subir só mesmo a cereja encima do bolo, que quando já estamos com o traseiro de rastos, temos que subir bem (e pela estrada) até Santarém! Mas foi um bom desafio e um belo passeio por terras Ribatejanas.


Mas a planicidade do percurso e o calor também moem, mas a paisagem e as gentes que encontramos valem bem a pena.


Mas deu pra suar!... e ficar com o traseiro…


Conseguimos atingir a subida para Santarém com grande espírito e com muito boa disposição apesar de ter pedalado com força (queríamos acabar rápido) os 91 kms!

Em Santarém tivemos alguma dificuldade em encontrar quem nos carimbasse as credenciais, nem todas as igrejas têm carimbo para as credenciais (pelo menos foi isso que nos disseram!). Decidimos carimbar na PSP no lugar de corrermos todas as capelas...
[/font]

2
Geral / Evento Forum Peregrino em Valença do Minho / Tui
« em: Julho 17, 2012, 23:44:38 »
Caros amigos,
Fica aqui o link para o evento a realizar em 28, 29 e 30 de Setembro de 2012 em Valença do Minho / Tui

Quem ainda tiver uns diazitos após férias de Verão e estiver interessado me participar: http://forumperegrino.org/
Penso que é uma boa forma de dar mais vida ao Caminho Português e apresentar nossas opiniões pelas vivências nas nossas jornadas Rumo a Santiago.
Fica a sugestão!
Bom Caminho!

3
Caminho realizado / A Pé no Caminho Português
« em: Abril 24, 2012, 20:23:56 »
 Viva a todos!
Queria partilhar convosco a minha primeira “Rumo a Santiago” pelo Caminho Português.
Mas para começar gostava de vos dizer que apesar do entusiasmo de todos aqui do forum pelas Bikes (eu sofro do mesmo!), “El Camino” também se faz a pé! ;)
Bem sei que nem sempre a janela de tempo disponível é a suficiente para nos entregarmos de forma desprendida ao tempo necessário para fazer o Caminho a pé. No entanto, em minha opinião conseguimos fazer muitas mais observações quando vamos a pé (a paisagem passa mais devagar! :P ), e ao mesmo tempo penso também que o esforço necessário para resistir ao tempo e persistir consequentemente para atingir o objetivo é de facto maior. Talvez só comparável a quando fazemos uma travessia de bicla muito grande como fez o Norberto o ano passado (Caminho Francês) e se prepara para fazer este ano (Caminho de La Plata). Mas quanto a isso não me pronuncio que nunca passei por isso, ainda, mas estou confiante que já faltou mais!  ::)
No ano passado no fim de Outubro e apanhando o fim-de-semana prolongado com o 1 de Novembro, eu e um amigo fizemos o Caminho a pé de Barcelos a Santiago de Compostela. Em pleno Outono, com o clima ainda instável (apanhamos chuva da boa, e muita!), mas fiquei  com o  sentimento que foi das melhores coisas que fiz na vida. E foi, pois voltei e por isso tenho uma nova actividade que me permite ter prazer e limpar minha cabeça do stress acumulado! Já tinha outras, mas esta penso ser mais saudável. Se me tivessem dito a um ano que em 6 meses ira fazer o Caminho Português por 2 vezes, não acharia possível de acontecer... :o
 
Fica então a primeira parte de umas filmagens que fui fazendo. As filmagens apenas começaram já em Espanha, logo depois de Tui. Muitas outras imagens ficaram de fora, mas ainda há muitas por vir. Espero que gostem das passagens. Bom Caminho!


Caminho de Santiago - Out.2011 - Parte I on Vimeo

4
Caminho realizado / Camino Português Fev.2012
« em: Março 17, 2012, 02:30:07 »
 Boa noite a todos,
No passado mês de Fevereiro um Grupo de 8 amigos Bicigrinos decidiu fazer o Camino de Santiago aproveitando a ocasião do Carnaval. 2 Celestinos, 2 Paulos, 1 Rui, 1 Joaquim, 1 António e 1 Karl-Heinz, este último, alemão e que habituado a fazer travessias dos Alpes achou interessante o convite dos amigos Tugas e veio de avião com a bicla semi-desmontada em uma caixa própria para transporte de avião, desfrutar do Camino que não conhecia e que ouvia falar.
O planeamento foi feito com alguma cautela, pois em Fevereiro existem vários fatores que recomendam prudência no planeamento, a temperatura (frio de rachar!), os riscos meteorológicos, as horas de luz disponíveis, e também para que com grupo com idades dos 40 aos 66 e com níveis de experiência ciclística fosse possível de concretizar a todos. Infelizmente 1 elemento não conseguiu resistir a uma lesão ao início do 3º dia de jornada e foi obrigado a abortar a viagem, por outro lado criou-se uma boa oportunidade de alguns regressarem a esse mesmo ponto para que se cumpra a conclusão da viagem a esse amigo (há sempre um bom motivo para regressar ao Caminho!).
Planeamos assim 4 dias de viagem, incluindo o regresso de comboio e autocarro. Eramos quase todos do Porto e arredores, Vila Nova de Gaia, Sta. Mª. de Lamas, Vilarinho, etc… De mais longe era mesmo o alemão e um grande Ribatejano, bastante conhecedor do Caminho onde esta era sua 6 ida a Santiago.
1º dia – Vila Nova de Gaia - Ponte de Lima;
2º dia - Ponte de Lima – Redondela;
3º dia - Redondela – Teo;
4º dia – Teo – Santiago;
O objetivo do 4º dia era o de ter tempo para a missa do peregrino, visitar a Catedral e os arredores da mesma, sendo um autêntico dia de passeio e relaxamento do grupo, para um regresso sem stress, já que de comboio também existem limitações de bicicletas nos comboios em Espanha. Não podem ir mais de 3.
Planeamos na altura utilizar os Albergues para pernoitar, pois sendo Inverno, não prevíamos muitos peregrinos no Caminho.
No primeiro dia, saímos 5 bem cedo de Vila Nova de Gaia (7h00), fazendo a Costa em direcção Norte e Foz do Rio Douro até a Sé Catedral do Porto, onde nos aguardavam os outros 3 elementos do grupo.



Chegados a Sé Catedral do Porto, uns já bem aquecidos pela Rua dos Mercadores (da Ribeira a Catedral) e outros secos de frio por estar a espera... Mas o espírito era de alguma ansiedade e de alegria, para as fotos de grupo que dão início à jornada!


E ai fomos nós...
Já em Cedofeita, o primeiro carimbo na esquadra de Polícia!...

...e por aí fora!



Páginas: [1]